domingo, 7 de setembro de 2014

Angola comprou sete navios-patrulhas do Brasil



Os ministros da Defesa do Brasil, Celso Amorim, e de Angola, João Manuel Lourenço, assinaram, nesta sexta-feira (5), Memorando de Entendimento Técnico que viabilizará o apoio da Marinha na implementação do Programa de Desenvolvimento do Poder Naval Angolano (Pronaval). De acordo com o documento, os africanos deverão adquirir sete navios-patrulhas a serem produzidos pela Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron) da Força Naval Brasileira.

A previsão é que quatro das embarcações sejam produzidas pela Emgepron no Rio de3 Janeiro. Os demais navios-patrulha deverão ser fabricados em estaleiro a ser montado a 200 km ao sul de Luanda, capital do país, com assessoria técnica, materiais e equipamentos brasileiros. Além disso, a Marinha do Brasil deverá atuar na formação e capacitação de pessoal tanto para operar as embarcações como para a fabricação que será feita no novo estaleiro.

Os sete navios-patrulha terão 500 toneladas cada um e a configuração técnica será definida durante a fase de negociação dos contratos de fabricação e fornecimento de serviços. De acordo com o ministro João Manuel Lourenço, a assinatura do memorando é o primeiro passo para “aumentar a infra-estrutura estaleira e os meios navais da Marinha de Guerra angolana.”

Para Lourenço, o fortalecimento das patrulhas na costa angolana permitirá ao país combater ameaças que, segundo o dirigente, “fazem parte do mundo contemporâneo”: a pirataria marítima e o terrorismo. “Faremos de tudo para a que implementação dessa cooperação não demore.”

Atlântico Sul

Em seu pronunciamento, o ministro Celso Amorim ressaltou os laços históricos e culturais entre os dois países, destacando o fato de o Brasil ter sido a primeira nação a reconhecer a independência de Angola de Portugal, em 1975. Amorim disse que a parceria com o país é altamente estratégica, sobretudo pelo interesse recíproco na vigilância do Atlântico Sul.

Os dois países, junto de 23 outras nações africanas e sul-americanas, são signatários da Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (Zopacas), organismo multilateral criado pelas Nações Unidas (ONU), em 1986, com o objetivo de evitar a introdução de armamentos nucleares e de destruição em massa na região.

“Angola é uma nação pujante e cada vez mais atuante na África. Temos uma relação de amizade e de grande respeito mútuo. Não é de interesse ao Brasil ter uma atitude paternalista com Angola, até porque os angolanos não aceitariam isso”, disse o ministro Amorim.

Além da compra dos sete navios-patrulha e da assessoria na construção do estaleiro, o memorando de entendimento prevê a cooperação na área acadêmica e a formação e capacitação de pessoal para construir e operar as embarcações, bem como para a qualificação de homens da marinha mercante.

BID-Brasil

A delegação angolana participou da 3º Mostra BID Brasil, evento organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pela ABIMDE (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança), com apoio do Ministério da Defesa e que reuniu quase 100 empresas do setor no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília. Os visitantes se interessaram por várias soluções e equipamentos apresentados na feira e participaram de reuniões de negócios com empresas brasileiras do setor.

Leia aqui a íntegra do Memorando de Entendimento Técnico assinado entre Brasil e Angola.

Polícia Federal cita Serra como 'investigado' no cartel dos trens

José Serra (PSDB)


A Polícia Federal classificou o ex-governador José Serra (PSDB) como "investigado" no caso do cartel dos trens. Ao solicitar "ordem de missão" a fim de intimar 28 pessoas para serem ouvidas em um inquérito que apura a combinação de preços entre multinacionais a fim de obter vantagens em contratos do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) durante os governos tucanos em São Paulo, o delegado Milton Fornazari Junior, que comanda as investigações, incluiu o tucano no rol de "investigados" do caso

É a primeira vez que a Polícia Federal confere esse rótulo a Serra desde que deu início ao rastreamento sobre suposto ajuste entre as empresas.

A expressão "investigado" consta do memorando 8793/2014, datado de 5 de agosto e embutido nos autos do inquérito 0099/2014-11, da Delegacia de Combate a Ilícitos Financeiros (Delefin). Anteriormente, nunca a PF tinha feito esse tipo de menção ao tucano.

O mesmo documento chama de "investigados" outras 27 pessoas, incluindo dirigentes e ex-diretores do Metrô e da CPTM e executivos de empresas supostamente envolvidas com o cartel no setor metroferroviário.

Segundo acordo de leniência firmado pela Siemens com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em maio de 2013, o cartel atuou no período entre 1998 e 2008, em São Paulo, durante os governos tucanos de Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, e no Distrito Federal, na gestão José Roberto Arruda (ex-DEM, atual PR).

Serra governou São Paulo entre 2007 e 2010. Ele foi intimado para depor em 7 de outubro, dois dias depois do 1.º turno das eleições - Serra é candidato ao Senado e lidera as pesquisas de intenção de voto. A PF o chamou porque um ex-executivo da Siemens, Nelson Marchetti, sugeriu que ele teria intercedido em favor da espanhola CAF em concorrência internacional para aquisição de 384 carros pela CPTM, entre 2007 e 2009.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Exército Brasileiro adota Morteiro 81 mm desenvolvido pelo CTEx



Por meio da Portaria nº 117-EME, de 5 de junho de 2014, o Exército Brasileiro Adotou o Morteiro Médio Antecarga 81 mm (Mrt Me Acg 81 mm). O Produto de Defesa (PRODE) desenvolvido pelo CTEx contou com o Arsenal de Guerra do Rio (AGR) e com as empresas SPEEDFORM e TORNOTEC para a fabricação do Protótipo e do Lote-Piloto do armamento.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Força Aérea Brasileira realiza lançamento real de míssil Igla e do míssil anti-tanque ATAKA


Nesta edição, você vai ver um treinamento inédito de lançamento de míssil realizado no campo de provas em cachimbo, no sul do Pará. A nossa equipe também acompanhou um exercício operacional de emprego de armamentos com o helicópteros AH-2 Sabre do Esquadrão Poti, sediado em Porto Velho.

Militares brasileiros atuam na liberação de área sob controle de gangues no Haiti



Sob comando do general José Luis Jaborandy Júnior, force commander da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah), militares do Batalhão Brasileiro (Brabat) atuaram na operação para ocupar a região de Grand Ravine, próximo à capital Porto Príncipe, onde há grande incidência de gangues.

domingo, 27 de julho de 2014

Força Aérea Brasileira realiza missão antissubmarina com submarinos nucleares na costa Brasileira

USS Dallas – Classe Los Angeles, pertencente aos Estados Unidos


O Esquadrão Orungan (1°/7° GAv) realizou, nos dias 16 e 17 de julho, missão antissubmarino (ASW) na costa brasileira e contou com a participação de quatro submarinos estrangeiros. Ao todo foram realizadas três missões de seis horas cada, com o emprego de três tripulações completas e duas aeronaves P-3AM, sediadas na Base Aérea de Salvador (BASV).

Israel chama Brasil de 'anão diplomático'



Israel lamentou nesta quinta-feira (24) a decisão do Brasil de chamar para consultas seu embaixador em Tel Aviv, uma decisão que, segundo o governo israelense, "não contribui para encorajar a calma e a estabilidade na região" e chamou o país de "anão diplomático" por causa do gesto.

Ministério Público esta investigando Aécio Neves por construção de aeroporto em fazenda de parente dele



O Ministério Público de Minas Gerais vai apurar a construção de um aeroporto no município de Cláudio. A obra fica em uma área que pertencia a um tio-avô do candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, e foi desapropriada quando ele estava no segundo mandato como governador. O candidato nega ter havido qualquer favorecimento.

domingo, 20 de julho de 2014

Polícia Militar do Rio de Janeiro recebe oito novos blindados Maverick




A Polícia Militar recebeu nesta quarta-feira (02/07), novos veículos táticos blindados e viaturas. Os oito veículos blindados, com capacidade para transportar 13 policiais cada um, foram destinados à Polícia Civil e Militar.

Embraer fecha acordo com a Saab para produzir caça Gripen NG para a Força Aérea Brasileira

Gripen NG


A Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) assinou um memorando de entendimento com a indústria sueca Saab – vencedora do projeto FX-2 para vender novos caças militares ao Brasil – que prevê uma parceria no gerenciamento conjunto do projeto e da produção dos aviões Gripen para a Força Aérea Brasileira.