quarta-feira, 26 de junho de 2013

Mais de 20 mil pessoas saíram as ruas para protestar em todo o Pais nesta Terça-Feira

Protesto

Mais de 20 mil pessoas, ao todo, participaram de manifestações em nove capitais: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Aracaju (SE) Florianópolis (SC), Campo Grande (MS), Boa Vista (RR), São Luís (MA), Goiânia (GO) e Belo Horizonte (MG). Os atos foram, em maioria, pacíficos.

Em Florianópolis, cerca 2.700 estudantes se reuniram à tarde, ao lado da prefeitura, para um protesto chamado de "bonde da redução", em referência ao pleito pela baixa na tarifa do transporte.

Um segundo grupo, de 300 pessoas permaneceu por cerca de 40 minutos em frente à residência oficial do governador, Raimundo Colombo (PSD), entoando gritos de protesto contra corrupção, gastos com a Copa e PEC 37 (que limita o poder de investigação do Ministério Público).

Em Campo Grande, cerca de cem pessoas entraram na Câmara Municipal para protestar pacificamente. Eles conseguiram agendar uma audiência pública para debater a mobilidade urbana.

Em Goiânia, 600 pessoas realizaram uma manifestação pacífica pela manhã contra a PEC 37. O grupo fez uma caminhada até em frente à sede do governo estadual entoando o hino nacional.

Em São Luís, houve marcha que bloqueou duas avenidas da capital maranhense por alguns minutos.

Já na capital paulista, um pequeno grupo de pessoas fechou parcialmente a avenida Paulista, uma das mais importantes, também em protesto contra a PEC 37. Mais cedo, a periferia da cidade teve outras manifestações com reivindicações relacionadas a transporte, moradia e saúde.

No Rio, um grupo de cerca de 2.000 pessoas, em sua maioria moradores da favela da Rocinha, em São Conrado (zona sul do Rio), fizeram uma passeata até o prédio do governador Sérgio Cabral (PMDB), no Leblon. Em Niterói (RJ), porém, houve o maior ato do Estado, com 4.000 pessoas.


BLOQUEIOS


Os bloqueios de rodovias, disseminados nesta segunda-feira (24), voltaram a ocorrer, mas em menor proporção.

Na Dutra, ocorreram três bloqueios em São Paulo e no Rio de Janeiro no início da noite desta terça-feira. Na Castello Branco, o bloqueio ocorreu no km 32, na Grande São Paulo, e durou cerca de 1 hora e 20 minutos. Já a Raposo Tavares, ficou fechada por cerca de 3 horas, mas também já estava liberada por volta das 21h50.

A rodovia Rio-Teresópolis (BR-116), também foi fechada na altura de Guapimirim, no dois sentidos, e já estava liberada por volta das 21h50. O tempo que durou a interdição, porém, não foi informado.

Em Goiás, cerca de 200 pessoas interditaram novamente pela manhã a BR-251, em Cristalina, onde duas mulheres morreram atropeladas na segunda-feira. Eles pedem a emancipação do distrito onde vivem.

Em Minas, um bloqueio no anel rodoviário, em Belo Horizonte, causou engarrafamentos superiores a dez km pela manhã e voltaram a ocorrer à noite em outros pontos da via. Houve bloqueio no entroncamento da BR-356 com a BR-040, também na capital, e em dois pontos da BR-381, na região metropolitana.

Nessa última, a interdição chegou a durar mais de 12 horas, no km 502, na região de Betim (MG).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...