sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Ministro da Defesa diz que a força aeronaval deve ser constantemente renovada




A Força Aeronaval deve passar sempre por processo de renovação de seus equipamentos, disse o ministro da Defesa, Celso Amorim, ao participar de cerimônia comemorativa aos 97 anos da Aviação Naval ocorrida no Complexo Aeronaval, em São Pedro da Aldeia (RJ).

“Fico muito contente em saber que estão praticamente prontas as aeronaves que estavam sendo montadas em Gavião Peixoto (SP). E temos que pensar também no tamanho do Brasil, pensando já, quem sabe, no nosso próximo porta-aviões”, afirmou.

De acordo com a Marinha, 12 aeronaves AF-1/1A, conhecida como Falcão, passam por processo de modernização, sendo que duas estão desde 2010 na Embraer, em Gavião Peixoto (SP), e serão os protótipos. Uma terceira aeronave foi entregue em 2012. As demais têm previsão de chegar à Força Aeronaval em 2013 (cinco caças) e 2014 (quatro aeronaves). Ao término da cerimônia, três jatos sobrevoaram a base fluminense.

Aviação Naval


A comemoração do aniversário da Aviação Naval foi bastante concorrida. Nas primeiras horas do dia, militares promoviam os últimos detalhes para as festividades. Celso Amorim chegou à base no meio da manhã, sendo recebido pelo comandante da Marinha, almirante Julio Soares de Moura Neto.

Em seguida, passou em revista as tropas perfiladas no pátio do Complexo Aeronaval de São Pedro da Aldeia e, depois, deslocou-se até o palanque para assistir a cerimônia. Após a execução do hino nacional, autoridades civis e militares se posicionaram para receberem o diploma do mérito aeronaval.

"É uma grande alegria participar das festividades de aniversário da Força Aeronaval, que deve ser constantemente renovada e revisada”, afirmou Amorim.

O evento foi concluído com desfile cívico-militar e sobrevoo de helicópteros e caças. Além das tropas da base, participaram oficiais e praças da reserva da Aviação Naval e alunos da Escola Almirante Carneiro Ribeiro, sediada no interior da organização militar.

História


Sediada na Região dos Lagos fluminense, a Força Aeronaval coordena as atividades de dez Organizações Militares (OM), sendo seis operativas e quatro de apoio. O setor operativo é composto por cinco esquadrões de helicópteros e o esquadrão de aviões. Já o apoio é integrado pela Base Aérea Naval, Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval, Centro de Intendência e Policlínica Geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...