terça-feira, 24 de setembro de 2013

Satélite CBERS-3 passa pelos últimos testes e deve ser lançado em Dezembro

Cbers


A terceira versão do Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (Cbers na sigla em inglês) passa pelos últimos testes na China estando mantida a previsão para lançamento em dezembro próximo. A chamada Revisão Final de Projeto (FDR), realizada em agosto, é uma etapa importante que antecede o lançamento.

Em Beijing, na China, especialistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (Cast, na sigla em inglês) apresentaram e discutiram os resultados dos testes elétricos e ambientais realizados no Cbers-3.

O satélite é o quarto desenvolvido pelo Programa Cbers, parceria com a China que garantiu a ambos os países o domínio da tecnologia do sensoriamento remoto para observação da Terra. “Não tendo sido identificada discrepância de maior relevância, a conclusão dos especialistas dos dois países foi de que o satélite está pronto para iniciar a sua campanha de lançamento”, informa Antonio Carlos de Oliveira Pereira Junior, engenheiro do Inpe.

A próxima atividade será o acondicionamento do Cbers-3 no container de transporte. O satélite será levado ao Centro de Tayuan assim que esse autorize o início das atividades de lançamento.

Programa Cbers


Satélites de sensoriamento remoto são uma poderosa ferramenta para monitorar o território de países de extensão continental, como o Brasil e a China. Por meio da parceria entre o Inpe e a Cast, já foram lançados três satélites (Cbers-1, em 1999; Cbers-2, em 2003; e Cbers-2B, em 2007). O Cbers-4 tem lançamento previsto para 2015.

O Cbers é importante indutor da inovação no parque industrial brasileiro, que se qualifica e moderniza para atender aos desafios do programa espacial. A política industrial adotada pelo Inpe permite a qualificação de fornecedores e contratação de serviços, partes, equipamentos e subsistemas junto a empresas nacionais. Assim, além de exemplo de cooperação binacional em alta tecnologia, o Cbers se traduz na criação de empregos especializados e crescimento econômico.

O Programa também tornou o Brasil o primeiro país do mundo a distribuir, pela internet, imagens de satélites sem custo ao usuário. Desde 2004, os dados distribuídos pelo Inpe são usados no monitoramento de florestas, mapeamentos de áreas agrícolas e do crescimento urbano, entre outros. A disponibilidade dos dados resulta na criação de novas aplicações, com reflexos no desenvolvimento socioeconômico do país.

Conheça o Programa Cbers na página www.cbers.inpe.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...