quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Canadá é acusado de espionar o Brasil

Edward Snowden


A agência de inteligência do Canadá (a CSEC) monitorou as comunicações feitas pelo Ministério de Minas e Energia do Brasil. O país da América do Norte é sede de algumas das maiores empresas de mineração do mundo. No ministério são guardadas informações estratégicas que podem servir, por exemplos, a companhias interessadas em obter vantagens em leilões de energia. As informações são do Fantástico.

A reportagem é baseada em um documento divulgado por Edward Snowden, ex-analista de da Agência Nacional de Segurança americana (NSA, na sigla em inglês), sobre uma reunião da CSEC com países parceiros, entre eles, os Estados Unidos. A reunião mostra um programa de espionagem dos canadenses, chamado de Olympia.

Com a ferramenta, a CSEC conseguiu monitorar e-mails e telefonemas de autoridades brasileiras. Não há indicação de que o conteúdo das conversas foi acessado, apenas quem falou com quem, como, onde e como. Contudo, na reunião é sugerida uma operação conjunta com os Estados Unidos para uma invasão nos servidores do ministério responsável pela segurança da comunicação.

"É um fato grave que merece repúdio", diz o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, que lembra que a presidente Dilma Rousseff criticou na ONU os métodos de espionagem dos Estados Unidos.

O governo do Canadá disse à reportagem que não comenta assuntos de segurança nem de inteligência no exterior. A NSA também disse que não vai comentar assuntos de Inteligência e que os Estados Unidos estão revisando os seus meios de inteligência.

Ministro das Relações Exteriores cobra explicações do Canadá sobre denúncias de espionagem



O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, convocou nesta segunda-feira (7) o embaixador do Canadá, Jamal Khokhar, para cobrar explicações sobre as denúncias de que o Ministério de Minas e Energia foi espionado pela Agência Canadense de Segurança em Comunicação. Durante o encontro, Figueiredo manifestou a indignação e o repúdio do governo brasileiro com as denúncias de espionagem. Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores após o encontro.

O Ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, convocou hoje, 7 de outubro de 2013, o Embaixador do Canadá em Brasília para transmitir a indignação do Governo brasileiro e requerer explicações sobre a notícia de que as comunicações eletrônicas e telefônicas do Ministério de Minas e Energia e de alto funcionário do Ministério das Relações Exteriores estariam sendo objeto de espionagem por órgão de inteligência canadense.

Durante o encontro, o Chanceler brasileiro manifestou ao Embaixador canadense o repúdio do Governo a essa grave e inaceitável violação da soberania nacional e dos direitos de pessoas e de empresas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...